Vista aérea do Rio de Janeiro
Vista aérea do Rio de Janeiro. © Istock/Eduleite

Soluções Baseadas na Natureza

Por que investir em um FDA

A crescente competição pela água no elo entre comida, energia e cidades é cada vez mais evidente. Entender que o desafio da água é tão grande que nenhum ator público, privado ou da sociedade civil pode resolvê-lo individualmente é um dos principais pontos fortes e uma vantagem dos Fundos de Água. Eles estabelecem um espaço de ação coletiva a partir da análise científica dos desafios e das soluções alternativas com uma perspectiva de longo prazo.

Vencer / Vencer participando de um Fundo da Água Ao reunir membros de diferentes setores, um Fundo da Água facilita o diálogo e a compreensão do problema para a tomada de decisões. Hugo Contreras compartilha alguns exemplos.

O Fórum Econômico Mundial classificou consistentemente a água como uma das preocupações mais importantes para a comunidade econômica. Essa preocupação motivou as empresas a procurarem soluções além de suas quatro paredes. Elas percebem que o uso eficiente da água em seus processos não é suficiente para mitigar os riscos que enfrentam.

Investir nos Fundos de Água é investir em soluções inovadoras baseadas na ciência e que contribuem positiva e proativamente para as políticas públicas de água. Também fortalecem práticas corporativas de gestão dos recursos hídricos dentro e fora das empresas e abrem espaço para a participação ativa da sociedade civil contribuindo conhecimento, ciência e sensibilizando a população. Como os Fundos de Água promovem o uso de soluções baseadas na natureza, eles também realizam projetos que ajudam a demonstrar que é rentável investir em soluções naturais, pois estas diminuem muitas das despesas associadas ao tratamento da água, sendo excelentes complementos da infraestrutura tradicional. Além disso, o trabalho dos Fundos de Água contribui para a resiliência das cidades diante de secas extremas ou inundações e para vários dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas até 2030.

Os relatórios de retorno sobre investimento são positivos:

Relatórios recentes elaborados pelos Fundos de Água de Quito, São Paulo e Rio de Janeiro, mostram que investir em soluções baseadas na natureza é uma alternativa econômica para a segurança hídrica nas cidades latino-americanas.

O estudo de Quito determinou que a economia é de US$ 2,15 para cada dólar investido em ações de conservação para a gestão sustentável do El Cinto pela Companhia Metropolitana de Água e Saneamento (EPMAPS) em um período de 20 anos.

O Relatório de São Paulo mostrou que a restauração de 4.000 hectares e a manutenção da vegetação original conseguem reduzir a erosão do solo em um período de 30 anos, diminuindo em 36%  o deslocamento de terra, detritos e sedimentos nos rios que abastecem o sistema Cantareira, gerando uma economia líquida total de aproximadamente US$ 69 milhões.

No Relatório do Rio de Janeiro, o estudo mostra que a restauração de 3.000 hectares se traduziria em um retorno sobre investimento de 13% para a CEDAE, a companhia pública de água do Rio de Janeiro. O investimento necessário para a restauração desses 3.000 hectares de floresta nativa seria de aproximadamente R$ 103 milhões (aproximadamente US$ 25 milhões). No entanto, esse investimento economizaria R$ 259 milhões (aproximadamente US$ 64 milhões) em custos de tratamento de água, o que resultaria em um lucro líquido de R$ 156 milhões (aproximadamente US $ 39 milhões) em 30 anos. O relatório mostra que a redução da poluição pelos sedimentos evitaria o uso de 4 milhões de toneladas de produtos químicos e o consumo de 260MWh de energia que seriam utilizados no tratamento da água nos próximos 30 anos.

Em outros estudos como o de Nairóbi, descobriu-se que um investimento de US $ 10 milhões por um período de 10 anos em certas bacias selecionadas traria um retorno de US $ 21,5 milhões em benefícios econômicos em 30 anos, entre os quais se destaca a redução em até 50% da concentração de sedimentos nos rios; até US $ 3 milhões por ano no aumento dos rendimentos agrícolas para pequenos agricultores e produtores agrícolas; mais de US $ 600.000 em receita anual para a KenGen como resultado do aumento da geração de energia, evitando paradas e derramamentos; aproximadamente US $ 250.000 em economia de custos por ano para NCWSC derivada de não precisar mais investir na filtragem de água, reduzindo o consumo de energia e o custo de remoção e diminuição de lodo nos dias de fechamento; entre outros.

Os Fundos da Água contribuem ativamente para o alcance das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Em muitas partes do mundo, esforços substanciais foram feitos para melhorar o acesso a água limpa e confiável, tanto para pessoas quanto para a natureza. No entanto, cumprir os objetivos da água requer investimentos contínuos e ações concretas. Em setembro de 2015, 193 países concordaram com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que inclui 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Este acordo global representa um compromisso com a ação global, reconhecendo que, enquanto muitas vidas estão melhorando, ainda há muito a ser feito para alcançar todos.

A água conecta vários SDGs. O ODS 6- Água Limpa e Saneamento visa “assegurar a disponibilidade e gestão sustentável de água e saneamento para todos”; e aborda a necessidade de investir em infraestrutura adequada, fornecer instalações de saneamento e promover a higiene em todos os níveis. Também inclui a necessidade de proteger e restaurar ecossistemas relacionados à água, como florestas, montanhas, pântanos e rios, para mitigar a escassez de água. Os oito objetivos do objetivo também têm links claros para outros objetivos. Nesse sentido, o trabalho realizado pelos Fundos de Água em nível local ajuda a realização de diferentes ODS, dependendo do tipo de desafios e soluções prioritárias.

Aqui está um exemplo da inter-relação que podemos encontrar entre os diferentes objetivos e as ações com as quais os Fundos da Água geralmente contribuem.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e FdA Abaixo, compartilhamos alguns exemplos de como os Fundos de Água apoiam o cumprimento de vários ODS, dependendo do tipo de projetos que implementa. No entanto, eles geralmente apóiam o cumprimento de vários objetivos simultaneamente.